Vou liberar a maconha se for eleito – Diz ministro do Temer

0
355

Vou liberar a maconha se for eleito. Henrique Meirelles, candidato à Presidência pelo MDB, promete descriminalizar o consumo da erva.

Meirelles, de 72 anos, diz que o Brasil vive uma “guerra interna”. Para contê-la, de acordo com ele, serão necessários grandes aportes em policiamento, especialmente nas fronteiras, como forma de impedir a entrada de armas e drogas.

Embora defensor da união dos partidos de centro para derrotar “extremistas” como Jair Bolsonaro e Ciro Gomes, que segundo ele, “trarão instabilidade ao País”, Caso eleito, o ex-ministro também espera o apoio da sociedade liberar o uso da maconha. “Acho que a maconha é uma questão de direito individual. Não devemos penalizar e criminalizar o consumidor. Principalmente se for para uso medicinal. Maconha eu liberaria”, afirmou.

Veja outros pontos polêmicos da entrevista concedida a Revista Isto É.O senhor é a favor da mudança na maioridade penal?

Não resolve nada. Superlotaremos as prisões brasileiras. A questão da criminalidade adolescente é um problema sério. Temos de dar condições para que os jovens não entrem no crime, dando-lhes escola e emprego.

E a descriminalização das drogas?

Maconha eu liberaria, mas dentro de algumas restrições, com controle rígido, como outros países fazem. Ainda mais depois que as pesquisas apontaram que não causa danos permanentes. Cocaína sim. Tem que ser criminalizada.

O senhor é contra o aborto?

Pessoalmente não sou favorável em um casamento ou namoro, no entanto é algo que as pessoas têm o direito de fazer em situações dramáticas, como as de estupro ou de gravidez na adolescência. A lei tem que garantir esse direito.

E o casamento gay?

É um direito individual. Se as pessoas estão juntas e querem proteger o patrimônio, elas têm esse direito.

 

Comentários

Comentários