Pabllo Vittar pede demissão por causa de Bolsonaro

0
427

Pabllo Vittar pede demissão por causa de Bolsonaro. O cantor pediu demissão do trabalho como divulgador de uma marca de roupas em função do apoio do proprietário da grife manifestar apoio público ao presidenciável Jair Bolsonaro.

O cantor Pabllo Vittar entrou nas eleições presidenciais, mostrando que prefere perder dinheiro do que suas convicções. Motivo: Jair Bolsonaro.

O proprietário da grife Vicenzza resolveu entrar na campanha de Jair Bolsonaro. Não só  curtiu algumas publicações no instagram do candidato. Mas  lançou uma nota oficial declarando apoio ao deputado.

Ao que tudo indica o cantor teria pressionado o empresário dizendo: Ou Bolsonaro ou Eu. O proprietário da marca preferiu ficar com Bolsonaro.

Diante disso, Pabllo Vittar, que faz publicidade para a marca, rompeu contrato. Vittar já tinha se posicionado contra o deputado anteriormente, ameaçando ir embora do Brasil.

Desde o início da minha carreira, sempre soube que seria muito difícil conseguir apoio de marcas que queriam se relacionar com uma artista LGBTQIA+ drag que sou. Muitas portas se fecharam, mas algumas se abriram e com isso trabalhei até então com parceiros que sou muito grata. Deixo aqui meu agradecimento de apoio até agora, mas não poderia aliar meu trabalho a um discurso que deixa claro não se importar com os diretos humanos de toda comunidade LGBTQIA+, da qual faço parte”, escreveu o cantor em uma série de stories no Instagram.

O dono da grife ( Victor Vicenzza) se defendeu também nas redes sociais. “Luto contra todo tipo de preconceito desde a criação desta empresa. Isso não mudou e não mudará! A campanha Shinning teve exatamente esse objetivo! Prezo pela honestidade, transparência, ética e moral”, disse o empresário, que ainda justificou seu voto. “Acredito que o Bolsonaro é o único candidato apropriado para liderar esta nação. Dessa forma, decidi apoiar publicamente a candidatura de Jair Messias Bolsonaro”, destacou.

Comentários

Comentários