Jornalista da Globo é flagrado em ato racista

0
559

Jornalista da Globo há 21 anos, William Waack, foi flagrado em ato racista vazado em vídeo e viralizado nas redes sociais. A Globo puniu imediatamente o jornalista e ele ainda pode ser condenado pelo Ministério Público.

A Globo afastou William Waack após a repercussão de um vídeo que o gravou fazendo piadas de cunho racista. A decisão foi anunciada na noite desta quarta (8). Ele deve ficar fora do ar até que o caso seja esclarecido.

A cena foi registrada nos bastidores de uma cobertura em frente à Casa Branca durante as coberturas das eleições americanas, em outubro do ano passado.

O âncora do Jornal da Globo reclama do barulho de buzina fora do estúdios e resmunga. “Tá buzinando por quê, ô seu merda do cacete? Deve ser um… não vou falar de quem, eu sei quem é.” Em seguida, se aproxima do ouvido do comentarista Paulo Sotero e parece dizer: “É preto, preto“. Ambos riem e o apresentador balbucia “é coisa de preto… sim, com certeza”.

 

O Ministério Público pode enquadrar o jornalista na Lei Afonso Arinos. A lei pune, com penas de até cinco anos de reclusão, além das multas. É um crime inafiançável e em caso de condenação seria demitido por justa causa da emissora.

Comentários

Comentários