Evangélicos são os principais consumidores de erotismo

0
517

Evangélicos são os principais consumidores de erotismo. Pesquisa mostra que percentual de evangélicos que compram produtos eróticos é muito maior que o de outras religiões.

Veja que inusitado. Levantamento da Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual mostra que 28,1% dos evangélicos usam produtos eróticos, enquanto só 17% das pessoas de outras religiões afirmam usar.

O mercado de produtos eróticos, de acordo com a ABEME, faturou média de R$ 1 bilhão entre 2010 e 2015 no país. A maior parte do consumo se dá por compras feitas pela internet (52%), contra vendas em lojas físicas (27%) e visitas domiciliares (21%).

O fato de não precisar ir a loja pode ser um fator de encorajamento dos evangélicos para a compra dos produtos eróticos. A pesquisa aponta que os itens mais comprados pelos evangélicos são: Lubrificantes, cintas penianas, gel para retardar a ejaculação, anel peniano, vibradores, réplicas de pênis.

A importância do público evangélico é tão grande que foi lançado o Manual Gospel para Sexshop. É esse o título de um guia elaborado pela Associação Brasileira de Empresas do Mercado Erótico (Abeme) Sensual para orientar seus sócios na abordagem do público evangélico. O texto recomenda que os vendedores ressaltem que os textos religiosos não impõem restrições diretas a certos produtos, como óleos perfumados para massagens sensuais e vibradores sem formato fálico. Segundo o manual, objetos mais, digamos, explícitos não devem ser oferecidos a senhoras e pastores. Se eles quiserem precisam pedir…

Comentários

Comentários