Bolsonaro: “Eu nunca defendi Intervenção Militar”

0
356
Deputado Jair Bolsonaro durante entrevista coletiva após almoço com a Frente Parlamentar da Agricultura.Foto: Sérgio Lima/PODER 360

Bolsonaro: “Eu nunca defendi Intervenção Militar”. A afirmação foi feita no evento Marcha pra Jesus. O pré-candidato disse que se um dia um militar chegar a presidência terá que ser pelo voto.

O pré-candidato à Presidência da República do PSL, o deputado federal pelo Rio de Janeiro Jair Bolsonaro, negou nesta quinta-feira (31) defender uma intervenção militar.

“Eu nunca defendi intervenção militar nenhuma, nunca disse isso. Se um dia se um militar chegar ao poder, será através do voto. É essa minha posição”, afirmou à imprensa na Marcha para Jesus em São Paulo.

A afirmação foi em resposta a um jornalista que perguntou o que ele achava das pessoas que pediam intervenção militar em meio à greve dos caminhoneiros que parou o Brasil nesta semana e na passada.  Ele disse que não é porque defende o regime militar que já governou o país de 1964 a 1985 que gostaria de uma intervenção agora, e que as pessoas confundem as coisas.

Bolsonaro disse também não ser homofóbico. Segundo o presidenciável, a posição dele é deturpada pela imprensa. “Por exemplo, eu não sou homofóbico, não tenho nada contra os gays”, afirmou.

Bolsonaro foi muito aplaudido, mas também ouviu vaias vindas da multidão. Aos jornalistas que o aguardavam no palco, ele reafirmou que trabalha para trazer o senador Magno Malta como vice em sua chapa. “Ele é o vice dos meus sonhos, já o convidei várias vezes, mas quem tem que decidir é ele”, afirmou.

Vale destacar que em caso de Intervenção Militar Bolsonaro não seria indicado pelas Forças Armadas como o presidente do Brasil por uma questão de hierarquia militar. Para alçar o posto de presidente precisa minimamente da patente de general e Bolsonaro é apenas capitão.

Bolsonaro é um oficial intermediário. Acima dele estão: Major, Coronel, Tenente-Coronel, General de Brigada, General de Divisão e General do Exército. Existe uma grande distância hierárquica para elevá-lo ao posto máximo da nação. Somente pelo voto ele poderia chegar ao cargo de presidente.

Comentários

Comentários